HMBO News – A Revisão do Mês de Fevereiro 2023

HMBO News - Fevereiro 2023

HMBO News – A Revisão do Mês de Fevereiro 2023

HMBO News

Bem-vindos à HMBO News – Fevereiro 2023, a rúbrica mensal onde referimos os 3 principais marcos de cada mês no ecossistema económico e empresarial. A edição de fevereiro de 2023 reflete sobre o acesso ao crédito, o decréscimo do volume de negócios na indústria e a redução da concessão do crédito ao consumo. 🏭

 

Mais mulheres recorrem ao crédito, mas os homens conseguem valores maiores

O número de mulheres que obteve crédito em Portugal em 2022 foi superior ao número de homens em todo o tipo de crédito, à exceção do crédito automóvel. Ainda assim, o montante contratado foi superior nos homens do que nas mulheres.

Esta é uma das conclusões de uma nova nota estatística do Banco de Portugal (BdP) que faz a caracterização sociodemográfica das pessoas que contraíram crédito junto das instituições financeiras a operar em Portugal em 2022 e 2021.

No ano passado, as instituições realizaram dois milhões de novos contratos de crédito a 1,5 milhões de pessoas, num total de 28 mil milhões de euros. Todos estes valores são superiores aos de 2021.

Dos novos créditos obtidos no último ano, 11% foram para cidadãos de nacionalidade estrangeira, a maioria residentes na área metropolitana de Lisboa e cerca de metade tinha nacionalidade brasileira.

Especificamente no caso do crédito à habitação, o mais considerável em termos de montante, o número de pessoas também foi superior em 2022, embora com um incremento de apenas duas mil. Cerca de dois terços da contração de crédito para a compra de casa, construção, obras ou compra de terreno aconteceu nas áreas metropolitanas de Lisboa ou do Porto.

Quanto à faixa etária, 19% do crédito para a compra de casa foi concedido a pessoas com idade até aos 30 anos, 61% até aos 40 anos. Os reformados perfazem apenas 1%, sendo que metade deste último valor foi contratualizado a estrangeiros, principalmente do Brasil e Estados Unidos, dado que à medida que os escalões etários são superiores, o peso concedido a estrangeiros aumenta.

Particularmente no Algarve, do total de crédito à habitação obtido por pessoas reformadas no ano passado, a grande maioria (85%) foi para cidadãos com nacionalidade estrangeira, maioritariamente dos EUA, Reino Unido e Suécia.

O crédito pessoal e automóvel também aumentou no ano passado face a 2021. No caso do primeiro, a subida foi de 94 mil para 538 mil pessoas e, no caso do segundo, foram mais quatro mil, totalizando 226 mil pessoas. A maioria destes cidadãos tinha idade até 50 anos, estava empregada por contra de outrem e tinha o ensino secundário ou superior completo.

 

Volume de negócios na indústria diminui em fevereiro

O índice de volume de negócios na indústria diminuiu 1,0% em fevereiro, face ao mesmo mês de 2018, em termos nominais, depois do crescimento de 2,4% registado no mês anterior, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o INE, o índice de vendas relativo ao mercado nacional diminuiu 2,7%, após o aumento de 2,4% no mês anterior, enquanto o do mercado externo aumentou 1,2% (face aos 2,4% em janeiro).

O índice do agrupamento de energia influenciou significativamente os resultados do mês, tendo passado de um aumento de 2,9% em janeiro para uma redução de 10,3% em fevereiro, da qual resultou um contributo de menos 2,5 pontos percentuais para a variação do índice total.

Os agrupamentos de bens de investimento e de bens intermédios registaram crescimentos de 5,8% e 2,8% (6,3% e 2,9% em janeiro, pela mesma ordem), contribuindo conjuntamente com 1,9 pontos percentuais para a variação do índice agregado.

Os bens de consumo recuaram 1,5%, face à descida de 1,0% registada em janeiro.

Os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas no setor registaram aumentos homólogos de 1,4%, 3,2% e 4,8%, respetivamente (1,5%, 3,8% e 0,8% no mês anterior, pela mesma ordem).

O objetivo do índice de volume de negócios na indústria é mostrar a evolução do mercado de bens e serviços na indústria e a sua desagregação entre mercado nacional e externo.

Os índices são obtidos tendo por base o Inquérito Mensal ao Volume de Negócios e Emprego na Indústria, realizado essencialmente por via eletrónica (‘e-mail’) junto de unidades estatísticas selecionadas a partir das empresas sediadas no território nacional cuja atividade principal se enquadre na indústria, precisa o INE.

 

Banca deu menos crédito ao consumo em 2022

O montante concedido em crédito ao consumo às famílias em Portugal recuou em 2022. Apesar do número de contratos ter aumentado, o valor concedido pelos bancos cedeu 0,3% no ano passado, sinalizando que cada contrato diz respeito a empréstimos menores.

Os créditos ao consumo contratados totalizavam, no final do ano passado, 592,5 milhões de euros, menos 2,8% do que em novembro e menos 0,3% do que em dezembro de 2021, de acordo com dados divulgados esta quarta-feira pelo Banco de Portugal (BdP).

Já o número de contratos fixou-se em 128,3 milhões em dezembro, o que representa um recuo mensal de 5,2%. Fica, contudo, 4,6% acima do mês homólogo.

O crédito pessoal é o principal segmento do financiamento aos consumidores. No total foram emprestados 257 milhões de euros para esta finalidade em dezembro, 10,2% abaixo do registado em novembro.

Tanto a educação, saúde, energias renováveis e locação financeira de equipamentos como os outros créditos pessoais (sem finalidade específica, lar, consolidado e outras finalidades) caíram: 15,2% e 11,6%, respetivamente.

No caso dos cartões de crédito, linhas de crédito, contas correntes bancárias e facilidades de descoberto, a redução foi de 6,4% para 106 milhões de euros.

O segmento de crédito automóvel contrariou a tendência, com o montante emprestado em dezembro a crescer 9,3% para 230 milhões de euros, com o número de novos contratos de empréstimo para compra de carros usados a cair tanto em termos homólogos (-4,6%) como em cadeia (-9,4%).

 

Esta foi a edição de fevereiro da HMBO News, elaborada a 27/02/2023. A análise do mês de fevereiro voltará a sublinhar os pontos principais no ecossistema económico e empresarial. Não perca! ✅

8.612 Comments