Pandemia arrasta fusões e aquisições para mínimos de mais de uma década

Pandemia arrasta fusões e aquisições para mínimos de mais de uma década

Em 2020, foram concluídos 674 grandes negócios de fusão ou aquisição (avaliados em mais de 100 milhões de euros), o número mais baixo desde 2009.

A pandemia arrastou as operações de fusões e aquisições, a nível mundial, para o nível mais baixo desde a última crise financeira. Em 2020, só foram concluídos 674 grandes negócios de fusão ou aquisição (avaliados em mais de 100 milhões de euros), o número mais baixo desde 2009.

Os dados, divulgados esta quarta-feira, 3 de fevereiro, são da consultora Willis Towers Watson e constam do mais recente relatório trimestral sobre a atividade de fusões e aquisições, relativo ao quarto trimestre do ano passado.

A consultora dá conta de que, nos últimos três meses de 2020, houve um “aumento acentuado no volume” de fusões e aquisições a nível mundial, com um total de 246 negócios concluídos neste período, acima dos 210 que se registaram no quarto trimestre de 2019.

 

Jornal de Negócios

03.Fev.21

No Comments

Post A Comment