Fundo 200M: Veículo de Coinvestimento - HMBO
Este fundo, criado no âmbito do Programa Capitalizar, constitui um veículo de coinvestimento, com o qual investidores poderão partilhar o risco de investimento em projetos que se encontrem numa fase inicial de desenvolvimento.
fundo 200m
16175
post-template-default,single,single-post,postid-16175,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Fundo 200M: Veículo de Coinvestimento

Fundo 200M: Veículo de Coinvestimento

Desde 27 de setembro que as candidaturas ao Fundo 200M estão abertas.  Este fundo, criado no âmbito do Programa Capitalizar , constitui um veículo de coinvestimento, com o qual investidores venture capital poderão partilhar o risco de investimento em projetos que se encontrem numa fase inicial de desenvolvimento.

Gerido pela PME Investimentos, o Fundo 200M tem como objetivo global atrair investidores venture capital para investir em startup portuguesas, fomentando, dessa forma, a instalação de startups e empreendedores em Portugal.

O Fundo 200M é constituído por 100 milhões de euros provinientes de fundos públicos, que serão alavancados por outros 100 milhões de fundos privados, investidos posteriormente diretamente no capital das startups.

O investimento do Fundo 200M (50%) e do Coinvestidor (50%) serão efetuadas, simultaneamente e com as mesmas condições, sendo exigido um Acordo Parassocial entre as três partes: Fundo 200M, Coinvestdor e Startup.

O valor do investimento total por empresa poderá variar entre os 500 mil euros e os cinco milhões de euros, podendo o mesmo ser concretizando através de instrumentos de capital próprio e/ou instrumentos de dívida (até 30% do investimento total).

Serão elegíveis apenas operações direcionadas para empresas nas fases seed, start up, later stage venture – series A e B, classificadas como PME, preferencialmente dos seguintes setores: ciências da vida, biotecnologia, IT, turismo atividades de engenharia vocacionadas para a indústria 4.0.

A candidatura terá de ser efetuada pelas entidades coinvestidoras, através do preenchimento de um formulário online.

As candidaturas ao Fundo 200M serão avaliadas pelas Entidade Gestora do Fundo, à luz dos seguintes critérios:

  • experiência dos coinvestidores (nomeadamente em Venture Capital);
  • setor do projeto/empresa;
  • volume de investimento;
  • número de empregos criados;
  • número de parceiros envolvidos na operação (incubadoras, aceleradoras e outros investidores)
  • rentabilidade do projeto e do investimento;
  • grau de inovação dos produtos ou serviços;

O Fundo 200M garante ao coinvestidor uma opção de compra (Call Option) da participação, que poderá ser exercida nos primeiros quatro anos.

Dada a sua natureza, este instrumento poderá agilizar o investimento estrangeiro em novos projetos, quer pela mitigação do risco dos investidores quer pela redução do seu esforço financeiro.

Necessita de levantar financiamento para a sua startup? Contacte-nos: info@hmbo.pt.

 Rafael Freitas | Gestor HMBO

No Comments

Post A Comment