Avaliação da empresa vs. Preço de Venda // HMBO
595
post-template-default,single,single-post,postid-595,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Avaliação da Empresa VS Preço de Venda

Avaliação da Empresa VS Preço de Venda

Comparação entre a avaliação de empresa e o seu preço de venda

No processo de venda de empresas, a fase de avaliação da empresa é crucial pois é o que permite estabelecer um valor de referência para a mesma e seus capitais próprios.

Todavia, a avaliação da empresa não deve merecer um foco exclusivo das partes envolvidas na transação, dado que raramente as transações fazem-se pelo valor de avaliação da empresa apurado. Assim, os conceitos de valor de avaliação da empresa e de preço de venda não devem ser confundidos.

Avaliação da empresa VS preço de venda

  • Avaliação da empresa: consiste num estudo técnico, baseado em métodos reconhecidos e que permite obter um valor para a empresa, com base em determinados pressupostos. Existem três óticas principais de avaliação:
    • rendimento;
    • mercado;
    • patrimonial.

A(s) óticas(s) a aplicar são casuísticas e a sua aplicação poderá resultar em valores diferentes.

Uma avaliação empresarial não se justifica apenas em processos de fusão ou aquisição. Pode ser utilizada em diversas finalidades, como são os casos de alterações na estrutura acionista, planeamento e gestão estratégica, testes de imparidade, casos de sucessão familiar, entre outros. Regra geral, é um instrumento de suporte de tomadas de decisão.

  • Preço de venda: é o valor a que se fecha um acordo de transação de uma empresa. Embora o preço possa partir de um estudo de avaliação da empresa, tende a ser o resultado de muita negociação entre o vendedor e o comprador. Estudos técnicos de avaliação mais rigorosos, baseados em métodos reconhecidos e com pressupostos defensáveis podem não se traduzir num resultado que se assemelhe ao preço de venda no mercado.

 

A avaliação da empresa em processos de venda de empresas

O foco excessivo nas demonstrações financeiras e na avaliação da empresa podem impedir que os sócios ou acionistas ignorem outros aspetos que assumem um grande grau de relevância e não se encontram refletidos nos números, mas que pode ter reflexo no valor no preço de venda empresa. Exemplos destes aspetos são ativos intangíveis como marcas ou propriedade intelectual detidos pela empresa, que podem fazer subir o preço de venda em relação ao valor de base da avaliação da empresa, ou, contrariamente, concentração do portefólio de clientes, fraca reputação no mercado, entre outros, que podem fazer com que o preço baixe, em relação ao valor de avaliação.

A estratégia do comprador poderá também levá-lo pagar um premium sobre o valor de avaliação da empresa, por exemplo em situações em que pretenda implementar rapidamente o seu plano estratégico de crescimento ou até para agilizar o processo e impedir que um concorrente adquira a Empresa.

A avaliação da empresa não é uma ciência exata sendo que o cálculo do seu valor é muito mais do que apenas analisar números. Não obstante, uma avaliação da empresa rigorosa que reflita o justo valor é um passo essencial em qualquer processo de compra ou venda de empresas.

 

No âmbito dos serviços de assessoria da venda, assessoria na compra, análise e avaliação, a HMBO tem desenvolvido inúmeros estudos de avaliação, que se tem relevado peças fulcrais para os nossos clientes, no seu processo de tomada de decisão. Necessita de uma avaliação empresarial? Contacte-nos: info@hmbo,pt.

No Comments

Post A Comment