Rating Bancário - Financiamento Bancário // HMBO
560
post-template-default,single,single-post,postid-560,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Rating Bancário – 7 Fatores-Chave

Rating Bancário – 7 Fatores-Chave

O Rating Bancário e a obtenção de financiamento para empresas

O rating bancário corresponde à notação de risco das empresas juntos dos bancos financiadores. O objetivo do rating bancário é fornecer ao banco uma estimativa da probabilidade de incumprimento da empresa, com base num conjunto de dados da mesma e do seu setor.

O rating bancário reflete, na ótica da entidade bancária, a solidez económica e financeira de uma empresa tendo, o seu resultado, um impacto direto nas condições de financiamento, nomeadamente na taxa de juro e nos plafonds de crédito atribuídos.

Para a obtenção do rating bancário, os bancos consideram um conjunto de indicadores económico-financeiros qualitativos, não numéricos, sobre o negócio e a gestão da empresa.

Quais os fatores-chave para o cálculo do rating bancário?

  1. Estrutura Financeira

    Indicadores de autonomia financeira, de antiguidade e maturidade do passivo, fundo de maneio ou de liquidez;

  1. Histórico de cumprimento

    Uma longa relação marcada pelo cumprimento reiterado das obrigações é um dos principais motivadores da confiança de um credor. Terão impacto particularmente negativo incidentes frequentes ou ocorridos recentemente, nomeadamente atrasos no reembolso de dívida, cheques devolvidos ou descobertos.

  1. Desempenho do negócio

    Existe um conjunto alargado de indicadores de rentabilidade que serão tidos em conta para efeitos de rating, como margem bruta, EBITDA, EBIT, rotação do ativo, ROA, ROE

  1. Riscos da empresa

    São diversos os riscos a que pode estar exposta uma empresa (risco cambial, dependência comercial de clientes ou fornecedores, risco do preço das matérias primas ou do produto final, risco tecnológico, riscos ambientais, entre outros).

  1. Qualidade da informação

    O fornecimento de informação financeira correta e de forma atempada contribui para cimentar uma relação de confiança e transparência junto da banca;

  1. Gestão

    É avaliada a qualidade da gestão e a sua estabilidade. O mesmo se estende aos principais quadros da empresa, sendo valorizada uma organização com elevados níveis de estabilidade e de qualificação dos colaboradores.

  1. Envolvimento dos sócios

    O empenho e o envolvimento dos sócios com a empresa, nomeadamente a nível financeiro, são um bom indicador do comprometimento destes com o futuro da empresa.

 

Precisa de apoio na negociação com o seu banco? Fale connosco para saber como podemos apoiar nesse processo!

hmbo

No Comments

Post A Comment