Garantia Mútua - Apoio no acesso ao financiamento // HMBO
371
post-template-default,single,single-post,postid-371,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Garantia Mútua – Apoio no acesso ao financiamento

Garantia Mútua – Apoio no acesso ao financiamento

O que é a Garantia Mútua?

O sistema de garantia mútua é um sistema de apoio às PME no acesso a financiamento, através da prestação de garantias que facilitam a obtenção de crédito junto das instituições financeiras. As garantias são concedidas por sociedades de garantia mútua (SGM), que têm carácter mutualista.

A principal finalidade das SGM é permitir que a dimensão da empresa possa ser menos relevante como fator a considerar na obtenção de crédito, desempenhando assim um papel importante nas condições da sua obtenção.

Sistema nacional de Garantia Mútua

O sistema nacional de garantia mútua inclui quatro sociedades, que tem um posicionamento geográfico ou setorial: Garval (Região Centro e Açores), Lisgarante (Região de Lisboa, Alentejo, Algarve e Madeira), Norgarante (Região Norte) e Agrogarante (setores da agricultura, agroindústria e florestas).

O primeiro passo tendo em vista a obtenção de uma garantia mútua, é contactar a SGM correspondente para que esta proceda a uma análise da operação. Em alguns casos, num processo de financiamento bancário, é o próprio banco que solicita a intervenção de uma SGM.

As garantias prestadas pelas SGM são remuneradas com uma comissão anual sobre o valor da garantia. Todavia, a obtenção de uma garantia mútua, normalmente, permite o acesso a uma taxa de juro mais reduzida junto da instituição de crédito, o que poderá ser mais benéfico para a empresa beneficiária.

Vantagens para as empresas

A colaterização das operações trás um conjunto de vantagens para as empesas, entre as quais se destacam:

  1. Obtenção das garantias necessárias no âmbito das relações comerciais correntes das empresas;
  2. Acesso às melhores soluções de financiamento e a obtenção do crédito de forma mais célere;
  3. Redução o risco da instituição financiadora, permitindo assim diminuir o custo do financiamento, obter prazos mais adequados e libertar maiores plafonds de crédito;
  4. Elimina ou reduz a necessidade de garantias reais ou pessoais dos sócios;
  5. Apoia as empresas na análise da sua situação económico-financeira e na montagem de operações de financiamento com recurso a produtos mais sofisticados, como a emissão de obrigações.

Necessita de estruturar uma operação de financiamento para a sua Empresa? Fale connosco: info@hmbo.pt.

No Comments

Post A Comment