Due Diligence - O que precisa saber sobre Due Diligence // HMBO
331
post-template-default,single,single-post,postid-331,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Due Diligence- Perguntas e Respostas

Due Diligence- Perguntas e Respostas

Para que serve uma Due Diligence?

Uma due diligence é um processo imprescindível num processo de compra ou venda de uma empresa. Consiste numa investigação ou auditoria aprofundada face a um possível investimento, na qual os potenciais investidores procuram confirmar todos os dados até então conhecidos sobre a empresa, procurando, igualmente, validar os riscos e oportunidades associados ao investimento. Este processo pode ser realizado pelo próprio investidor ou por uma entidade independente.

Aspetos a considerar numa Due Diligence:

  1. Indicadores económicos-financeiros

Atendendo à situação económica atual deve prestar-se atenção a indicadores económico-financeiros, de forma a perceber a atual e real situação da empresa. O EBITDA, por exemplo, é considerado um indicador importante para avaliar o desempenho operacional da empresa, portanto deve-se confirmar se EBITDA o seu valor, patente nas contas da empresa, espelha o desempenho efetivo da empesa. É necessário também perceber se a empresa possui recursos financeiros suficientes para continuar a operar de forma normal, com a possibilidade de cobrir as suas despesas entre o momento da due diligence e a data de fecho da transação.

  1. Clientes

Numa transação, em sede de due diligence o investidor vai querer entender completamente a base de clientes da empresa-alvo, incluindo o nível de concentração dos maiores clientes. Quem são os 20 principais clientes e quais as receitas geradas por cada um deles? Haverá algum problema em manter os clientes após a transação?

  1. Contratos e parcerias

Um dos componentes mais demorados (mas críticos) de um processo de due diligence é a revisão de todos os contratos e compromissos materiais da empresa-alvo. Estes contratos podem ser empréstimos e contratos de crédito, contratos com clientes e fornecedores, acordos de parceria ou joint venture, sociedade de responsabilidade limitada ou acordos operacionais, entre outros.

  1. Gestão e recursos humanos

O investidor vai querer rever uma série de questões, a fim de compreender a qualidade da empresa-alvo a nível da gestão e base de funcionários, incluindo informações relativas a qualquer paragem de trabalho anterior, pendente ou ameaçada, contratos de emprego, entre outros.

  1. Questões fiscais:

Procede-se à comprovação do cumprimento de todas as obrigações fiscais, assim como à avaliação dos impactos da transação.

Num processo de due diligence, O investidor deverá certificar-se que compreende os riscos de toda o setor e os específicos da empresa. Há assuntos pendentes no historial da empresa? Existem incoerências? O investidor deve imaginar o pior cenário e os possíveis resultados.

A HMBO possui uma equipa extremamente apta e capaz de se envolver em todo o processo due diligence e está disponível para receber o seu contacto através de info@hmbo.pt ou 234 377 840

hmbo

No Comments

Post A Comment