Investimento - Será a melhor decisão estratégica? // HMBO
16005
post-template-default,single,single-post,postid-16005,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Investimento – A forma mais direta de valorizar um ativo

Investimento – A forma mais direta de valorizar um ativo

Investimento, Será o melhor ato estratégico a adotar?

Efetivamente, o investimento será a razão de ação mais direta para promover o crescimento e a valorização do ativo, e, por conseguinte, a mais recorrente decisão de gestão. Mas audazes são também os shareholders que tomam a decisão de vender, no momento certo, isto é, na combinação perfeita de valor e ausência de visão e controlo de crescimento do negócio, ou de alterações da envolvente, contextual ou estrutural.

O Investimento é um ato estratégico, mas será o mais adequado?

A dinâmica e vida das empresas desenvolve-se em ciclos de desenvolvimento, envolvendo inflexões de crescimento ou declínio, e, em todos esses momentos deverão existir decisões de investimento, em paralelo com decisões de desinvestimento. Basicamente, saber fazer um investimento é tão importante como saber desinvestir.

Se considerarmos do ponto de vista do shareholder, a maximização da oportunidade de valorização do ativo estará intrinsecamente associada à capacidade de continuar a gerar riqueza crescente sobre o mesmo. Entende-se neste âmbito como ativo uma empresa, uma unidade de negócio, um imóvel, etc.

O Risco é um fator inerente ao Investimento!

O ato de investimento pressupõe a habilidade de no futuro provocar crescimento e geração de riqueza. Assim, estará presente nesta função o risco. Mas a ausência de capacidade de continuar o crescimento do negócio, pode criar a médio e longo prazo um stress no ativo, determinando uma perda no seu valor. Quantas vezes assistimos a histórias de empresas e negócios que tiveram tempos áureos e que acabaram falidos?! Não importa abordar as causas da degradação, mas a oportunidade de gerar valor pelo desinvestimento ou pelo investimento.

Existe alguma perda pela venda do ativo?

Pode existir ou não alguma perda pela venda do ativo, mas, geralmente, esta poderá permitir a geração de riqueza imediata e proporcionar que outros detentores de negócio possam fazer face à dinâmica necessária, para o elevar à escala seguinte de crescimento. Igualmente crítico é atentar à venda em momento de declínio, em que muitas vezes o discernimento racional da decisão de venda antecipada (desinvestimento), pode ser útil na antecipação do colapso da perda, que culmina na insolvência, onde tudo potencialmente se perde. Por vezes, como referido, o desinvestimento pode ser mais viável que o investimento.

A HMBO tem promovido a avaliação regular e sistemática de ativos, não só com o propósito da determinação do seu valor a preço de mercado, mas também como indicador de avaliação de desempenho do negócio, na sua dimensão de gestão e da estratégia. Contacte-nos! info@hmbo.pt ou 234 377 840                                                                                      

hmbo

No Comments

Post A Comment